Sempre em frente!

O live da Margareth Menezes e do Chico Cesar no estúdio da ONErpm foi lindo e inspirador. A jornalista Cris Berger (quem vos fala) e a jornalistinha Ella (de quem sou ghost writer) estiverem presentes e contam abaixo os melhores momentos de uma tarde, que já deixa saudades, e o aprendizado: sempre em frente! 

Tanta coisa aconteceu antes de eu chegar até aqui… Na verdade, tudo foi “culpa” do Marcelo Jeneci… Ano passado, eu produzi a revista costumizada “Explore! Pinheiros” e na pauta estava a Casa Natura Musical. Pois bem, fui apurar esta casa de shows maravilhosa justamente no dia em que o Marcelo tocava.

Marcelo Jeneci na Casa Natura Musical

Sim, foi amor à primeira “escutada”. Pirei na melodia, nas letras e tive vontade de escrever algumas linhas. Logo mais, veio o pedido de autorização de uso de imagem do Marcelo por parte da agência que havia me contratado para produzir o conteúdo da revista. A tarefa mais chata e burocrática do mundo, me levou à Ana, advogada do señor Jeneci e da Margareth Menezes. É, tem vezes que as situações menos esperadas geram coisas lindas…

Margareth Menezes com a Ella

Não sei bem como, mas eu e a Ana começamos a trocar mensagens e um belo dia veio o convite para acompanhar a live da Margareth com o Chico Cesar no estúdio One RPM. Quem me conhece sabe que raramente eu faço algum programa sem levar a Ella (minha sharpei adotada). Portanto, foi mais do que natural eu perguntar se podia levá-la. Para minha total surpresa, a Ana respondeu com o email da Izabel Marigo (gerente de negócios da One) dizendo que sim.

Chico Cesar com a Ella

O dia 21 de março estava caótico. A agenda abarrotada de coisas importantes e desimportantes para fazer e eu “sofrendo” com a live que possivelmente ia perder. Mas vejam bem, senhoras e senhores, o telefone toca e do outro lado da linha é a Ana dizendo que mudou o horário da gravação. Pronto, perfeito. Eu deveria ir. Tudo estava a favor. Fui. Ou melhor, fomos. Eu e a Ella. 

Cris e Ella #melhorjuntos

Eu já sabia que ia ser demais. O duro era se livrar das “garras” do meu home office, chamar um táxi que aceitasse a Ella e encarar o trânsito nada animador de São Paulo. Desafios vencidos, cheguei e tive a melhor das recepções. O pessoal da ONErpm é LOUCA (assim mesmo em caixa alta) por cachorros. A Ella foi paparicada, amassada, fotografada e amada por todos. E, como eu sempre digo: quem ama a Ella, me ama. O Chico e a Marga também foram supergentis com a fofucha e toparam tirar fotos com a fã de 4 patas.

Durante a live, a Ella ficou deitadinha ao meu lado, curtiu todas as músicas, abanou seu rabinho e mostrou ser a cachorrinha feliz e educada que eu tanto me orgulho de educar. Eu ali fotografando, fazendo vídeos e absorvida por aquele encontro de amigos-músicos que vêm a vida de uma forma tão singular.

Eles debateram o papel da mulher na sociedade, a morte da Marielle e tudo que isso significa, os encontros/desencontros na vida e a parte que me pegou de jeito: eles falaram de dificuldades…

Foi para mim. Foi para mim, Chico e Marga.

Os últimos três anos foram cruéis. Uma série de vezes, me senti derrotada. Declarei auto nocaute. Sim, desanimei. E, de repente, escuto Chico Cesar com toda a sua simplicidade e poesia falar de inúmeros artistas que passaram por maus bocados até conquistarem seus lugares ao sol e da Marga contando que não deixou um não a desanimar.

a jornalistinha Ella acompanhando o live do #ONErpmPorElas

Palavras do Chico: “o segredo é nunca se desesperar ou achar que está atrasado e fora do seu tempo. Lancei meu primeiro disco com 35 anos. Sabe o Cartola? Teve um tempo que ele ficou lavando carros na rua. Você topa lavar carros? Você não é melhor do que Cartola, né? Sabe a Clementina de Jesus? Ela lançou seu primeiro disco com 65 anos.”

Palavras da Margareth: “quando fomos em uma rádio da Bahia apresentar o novo disco e a música Elegibo, o radialista me diz que não pode tocar porque as pessoas estão pedindo para tirar. Um ano depois, David Bowie escolhe a mesma música para abrir a turnê dele, ela fica em primeiro lugar por 11 semanas na World Music americana e toca na propaganda da Schweppes.”

o clima bacana dos bastidores

Tudo tem seu tempo! O caminho é longo e devemos seguir em frente. Apenas isso: em frente. Sem sucumbir. Eles pareciam estar falando para mim. Acertaram em cheio: no meu peito e na minha alma.

Saí radiante do ONErpm, com a promessa (que vou cumprir) de um breve retorno, transbordando de amor e orgulhosa da Ella, que se comportou bem e encantou a todos. Pisquei para a vida, como há tempos não fazia, e agradeci por estar ali, pelos conselhos que o Chico e a Marga me deram – sem mesmo eles saberem – e me sentindo uma tremenda sortuda. Finalmente, o vento estava à favor… e eu pronta para seguir em frente. Sempre em frente!

por Cris Berger e Ella do Guia Pet Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *