Johannesburg – Saxon 

Johannesburg – Saxon

Johannesburg é a porta de entrada para a África do Sul. Ela carrega o estigma de ser perigosa, mas não é nada disso. Circulando pelos bairros nobres e turísticos qualquer temor é infundado como por exemplo por Sandtown, uma das destacadas regiões de negócios da metrópole. No passado Joburg (como chamam os habitantes) foi uma importante mina de ouro que atraiu muitos estrangeiros. Hoje ela é o centro financeiro e comercial do país onde pulsa o coração sul-africano. Se as atrações geográficas não são as mais atraentes as casas de jazz, o museu do Aphartheid, o Soweto e o Madella Square (complexo de lojas e restaurantes) são os chamariz do destino. Vale começar ou acabar sua temporada no país sul-africano no Hotel Saxon, no bairro de Sandhurts, onde Nelson Mandella morou logo ao sair de Robben Island, depois de ser liberto de 28 anos de prisão, época em que o Aphartheid dividiu brancos e negros. O Saxon foi eleito o melhor hotel boutique da Leading Hotel of the World por seis anos consecutivos. E mais uma vez tenho que admitir, você entra e não quer sair. Estes hotéis de luxo, de atendimento exemplar viciam. E perdoem eu me repetir, novamente, mas aqui é outro lugar que a chegada causa impacto. Lembro que fiz check in na hora do pôr do sol o que me fez não saber para que lado olhar primeiro – da área externa onde está a piscina com borda infinita e espreguiçadeiras se vê o entardecer de camarote, a entrada é outro colírio para os olhos, escadas em curvas levam os olhos ao teto que encontram uma imponente luminária. A decoração é inspirada em temas africanos, com tons pastéis que equalizam a ambientação num resultado elegante. Há um piano de caldas, uma sala exclusiva para fumar charutos, no restaurante se pode admirar a adega que fica no andar superior. O Saxon além de hotel também oferece a proposta de spa. Os quartos surpreendem pelo espaçoso tamanho, uma curiosidade: a banheira fica junto a cabeceira da cama separada por uma janela que pode ser aberta. Instigante, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *