Livingstone – The Royal Livingstone 

Livingstone – The Royal Livingstone

A pequena cidade de Livingstone fica no Zambia no coração do continente africano. Nela está uma das Sete Maravilhas do Mundo, as cataratas de Victoria Falls. A Vic Falls (como é carinhosamente chamada) é a parte mais dramática do rio Zambezi (o rio das histórias do Tarzan e da Jane, entendeu a indireta?), pois nele acontece a maior queda d’água do mundo, são 99 metros de altura e 1708 de extensão. Dá para imaginar? É água!

O mais bacana é que esta obra da natureza por ser escutada a quilômetros de distância, são os trovões da Vic Falls. De longe o cenário, da mesma forma, é estimulante, uma fumaça levanta no horizonte, são as gotículas de água que flutuam devido a queda. Mas não pense não que é só a distância que só pode vê-la. As cataratas estão dentro do parque nacional de Mosi-oa-Tunya e pontes ligam uma parte a outra do parque, bem daí a diversão é garantida, porque se começa seco a travessia e termina completamente encharcado apenas com a ação das milhares de gotículas. Em Liv (outro apelido usado na região se referindo a cidade) há safáris em terra firme (não tão bons como na África do Sul ou em países vizinhos como Botsuana e Namíbia), safáris no rio (este sim vale a pena para ver hipopótamos), passeios de elefante, vôos de helicóptero sobre as cataratas, visita a aldeia dos Makunis e salto de bungie jump. Atrações como se pode ver, não faltam.

A melhor opção de hospedagem é o hotel The Royal Livingstone, perfeitamente bem localizado, ele está quase dentro do Zambezi. O lugar mais concorrido do hotel é o deque de onde se admirar o começo da queda porque Livingstone se estabelece na margem do rio. O hotel apesar de ter 173 quartos parece super privativo, ele se espalha na horizontal, tem um gramado grande, bem verdinho, muitas árvores, algumas centenárias, uma tenda para massagem com vista para o rio, piscina com espreguiçadeiras ao redor, sala para o chá das cinco bem no estilo inglês, restaurante ao ar livre e a constante visita de macaquinhos, peritos ladrões de comidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *