Praia do Sonho, Ilha do Papagaio

Praia do Sonho, Ilha do Papagaio

A Ilha do Papagaio parece a Ilha da fantasia versão light e em território catarinense, Florianópolis está a 40 quilômetros. Ela não tem aquele tamanho megalomaníaco, mas tem toda a cerimonia da chegada, o carro estaciona na Praia do Sonho, de lá os visitantes pegam uma lancha numa travessia rápida de cinco minutos, do outro lado da margem Renato Sehn (proprietário) ou uma pessoa do clã vai lhe esperar para dar as boas vindas. Só falta mesmo o colar de flores – eles pulam esta parte – suas malas desaparecem e você só volta as encontrar em um dos vinte bangalôs que ficam espalhados pelos 142 mil metros quadrados (80% é mata Atlântica). Acontece então aquele tradicional reconhecimento de campo, uma caminhada pelo deque da piscina com vista para o mar (você mal pode esperar por colocar o biquine e se atirar em uma das espreguiçadeiras), dê uma espiada na mesa que fica embaixo da árvore (cogite um jantar à luz de velas, você, seu amor e as estrelas), siga por um passeio pela trilha (basta seguir as plaquinhas de madeira) que corta a mata e o leva para o topo da ilha, ao Mirante dos Náufragos, de onde se tem uma vista destas que a gente pede para ficar mais um pouquinho e esquece da vida. Ao descer você descobre o restaurante e a cozinha (aberta) onde Renato prepara seu famoso Marisco Lambe Lambe à Papagaio, perfeito para comer acompanhado da caipirinha de bergamota com gotinhas de limão e licor de laranja, a Loripira (criação especial da casa assinada pela dona Lori), bom saber que a pousada recebe ostras e mexilhões fresquinhos de uma Fazenda Marinha vizinha. Não há luxo e sim conforto e bangalôs charmosos com sacadinha, rede e todos os apetrechos básicos para ficar bem acomodado. Vale a pena marcar passeios de lancha pela redondeza, mergulhar de snorkel ou cilindro, e para os iniciados em esportes náuticos tem o esqui aquático e o wakeboard. Depois de agitar na ilha marque uma massagem, relaxe e desfrute de seu amor enquanto as marolas quebram na areia e você fica a suspirar e pensar como a vida pode ser boa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *