Vale de Colchagua, San Fernando: Viña Casa Silva

Chile, Vale de Colchagua, San Fernando: Viña Casa Silva

A cidade de San Fernando é vizinha de Santa Cruz, capital do Vale de Colchagua. É uma das principais produtoras de vinhos finos do Chile, a uma hora de carro ao sul de Santiago. É lá que está a vinícola Casa Silva, tão famosa e admirada pelos brasileiros. O bacana é que além de as portas da vinícola estarem abertas aos visitantes para o tradicional tour pela bodega e pelos vinhedos, conhecendo etapa por etapa como os vinhos são feitos, ela ainda oferece um pequeno hotel de apenas sete quartos com móveis coloniais, num clima bastante aconchegante como se estivéssemos na casa de um amigo. Uma sala com sofás brancos, decorada com objetos antigos (veja os sapatos de madeira sob a cômoda), liga os demais quartos, na mais típica estrutura das casas espanholas da época da colonização. Há, da mesma forma, um pátio interno com mesas e cadeiras para desfrutar das noites fresquinhas, namorar sob as estrelas (a diferença de temperatura é grande entre o dia e a noite, uma das características da região que fazem muito bem aos cachos de uva). O ambiente seguinte é uma sala de barricas (a mais velha da vinícola). Os olhos passam então a se acostumar ao lusco fusco da bodega e você vê os barris geometricamente alinhados lado a lado. São dezenas deles que guardam e amadurecem os vinhos que dentro de alguns meses serão servidos nas mesas do restaurante que fica justamente logo ali, ao lado, dentro da mesma sala, onde um grande janelão de vidro separa um local do outro. O clima é nostálgico, silencioso e acolhedor. O chef Sebastian Maturana é quem inventa as delícias que chegam à mesa. Ele mistura clássicos da cozinha internacional com sabores crioulos, rústicos e típicos dessa zona. No cardápio, toda a linha Casa Silva está à disposição com preços semelhantes aos da lojinha da vinícola, onde, diga-se de passagem, acontece a degustação pós-tour de reconhecimento de campo. Dentro do vale há outras vinícolas, mas para começar o passeio fique com seu amor pelo menos uns dois dias no Hotel da Casa Silva. Lá, faça nada. Ou tudo. Enfim, faça o que sua criatividade embalada pelos bons vinhos permitir.

 

Para saber mais:

www.casasilva.cl/

Vale de Colchagua: Hotel Santa Cruz 

Chile, Vale de Colchagua: Hotel Santa Cruz 

O Chile foi abençoado com um solo propício para o cultivo de uvas para elaboração de vinhos finos – graças à Cordilheira dos Andes e ao Oceano Pacífico. Ele desponta ao lado de Mendoza, na Argentina, como um dos melhores países do Novo Mundo a produzir tintos e brancos. As vinícolas perceberam que quem gosta de tomar vinho aprecia conhecer mais de pertinho este fascinante mundo que envolve muita história e tradição e começaram a organizar tours bodegas adentro.

Com isso surgiram as Rutas del Vinos e cada vale tem a sua. No Vale de Colchagua, a 200 quilômetros ao sul de Santiago, está a primeira e mais organizada ruta do país. Colchagua foi eleito em 2005 o melhor vale do mundo pela revista Wine Enthusiast (a bíblia do vinho). Com este prêmio e vinícolas de porte por lá instaladas, o destino virou coqueluche para quem gosta, entende ou quer saber mais sobre o tema. Vale passar umas duas, três noites na pequena cidade de Santa Cruz (uma espécie de capital do vinho) que tem o Hotel Santacruz Plaza como o melhor da região. Projetado com ares da arquitetura espanhola, tem bom serviço e um quarto confortável, afinal, namorar está sempre nos seus planos, certo?

Ao lado do hotel (na verdade parte dele) está o Museu de Colchagua, moderno e conhecido por suas figuras de ouro da Cultura Moche, documentos históricos, peças da coleção particular de Carlos Cardón da cultura latino-americana (o maior do continente sul). O hotel fica estrategicamente localizado na frente da praça, onde em março acontece a comemoração mais esperada da região, a Festa da Vindima, com uma série de atividades culturais e artísticas para comemorar o fim de um ano de trabalho no vinhedo. Barraquinhas tomam conta do cenário e os visitantes podem provar um vinho aqui, outro ali.

Pela redondeza estão as vinícolas que podem ter visitas agendadas. Vale conhecer: Montes, Viu Manent, Casa La Postole, Los Vascos e Santa Cruz. Há muitas outras, então a proposta é ir com calma e degustar cada uma com tempo. Meio turno por vinícola vai bem, com direito a um almoço entre elas (o restaurante da Viu Manent é muito bom). Nos tours você conhece a bodega, os vinhedos e faz degustação nas lojinhas.

 

Para saber mais:

www.hotelsantacruzplaza.cl/